Portugal

Paróquia Santa Iría de Azóia, Santa Iría de Azóia
Paróquia Sao Domingos de Rana, Sao Domingos de Rana

rana

Não só se desconhece a data da edificação da Igreja de S. Domingos de Rana, como os motivos que determinaram a sua localização. Contudo, existe uma lenda relacionada com a fundação do templo digna de registo.

Conta-se que, um dia, São Domingos de Gusmão surgiu no Alto de Rana, tendo sido avistado, pouco depois, sentado no outeiro onde viria a ser construído um dos mais emblemáticos monumentos da freguesia. A frequência das ‘visitas’ de São Domingos levaram o povo a acreditar que este pretendia que lhe construíssem uma capela. Os residentes em Rana defendiam que o templo devia ser edificado na designada “barreira de Rana”, opinião contestada pelos moradores do “alto de Rana”, local hoje conhecido por São Domingos de Rana, que preferiam vê-lo nascer perto de si. Uma vez que o santo deambulava pelas duas terras, acordou-se que o templo seria fundado no lugar onde este permanecesse mais tempo. A lenda não revela mais pormenores, apenas que os passeios de S. Domingos de Gusmão eram testemunhados pelos trabalhadores das inúmeras pedreiras então ali existentes.

A Paróquia de S. Domingos de Rana (Vigararia de Cascais-Oeiras) é uma mãe fecunda que deu à luz várias filhas que têm o nome de Parede, Carcavelos, Tires e Abóboda. Tem, portanto, uma tradição secular, tendo sido a sua Igreja Matriz, do século XVIII, farol para os navegantes e para os cristãos destas terras.

Está formada pelas comunidades de S. Domingos (Igreja Matriz), de S. José (Igreja de S. José de Sassoeiros/Arneiro – sagrada em 2008) e da Madorna (Igreja da Sagrada Família da Madorna-Rana). Além destas três comunidades, vivem também no espaço da paróquia três Comunidades Religiosas: Os Padres Agostinhos (que atendem a paróquia), os Irmãos Maristas (Colégio Marista de Carcavelos) e as Irmãs Beneditinas Missionárias (Mosteiro de Sta. Maria do Mar em Sassoeiros).

A paróquia abrange um território pertencente a parte de três freguesias: S. Domingos de Rana, Carcavelos e Parede. Nesta vasto espaço vivem mais de 35.000 pessoas, muitas delas vindas das mais variadas regiões do país.

É de salientar o dinamismo e empenho na catequese-evangelização, no campo pedagógico-educativo e familiar, no serviço à caridade e nas celebrações litúrgicas, adaptadas às diferentes idades e lugares. O especial dinamismo da catequese (de crianças, jovens e adultos), da pastoral juvenil (J.A.P.- Juventude Agostiniana Portuguesa, Jovens Shalom, e Escuteiros), e da acção socio-caritativa, principalmente através dos Vicentinos e da Legião de Maria, constituem o eixo da sua caminhada cristã.

Arriba